RU Dublab #1

RU Dublab #1

A primeira edição do programa Radiola Urbana aborda os assuntos tratados no mês de abril no blog homônimo: a chegada da obra dos Tincoãs nas plataformas digitais; a exibição do documentário “Meu Amigo Fela”, de Joel Zito Araújo, no festival É Tudo Verdade; os 25 anos do clássico “Illmatic”, do rapper Nas; e o lançamento do até então inédito disco “You’re the Man”,...

Read More

Sorriso negro

Sorriso negro

O sorriso de Geovana é um abraço. Os lábios se esticam, desvendam os dentes brancos que contrastam com a pele preta, os olhos brilham apertados e iluminam toda a sala de seu pequeno apartamento alugado no centro de São Paulo. E ela adora sorrir e gargalhar com os próprios comentários. O humor é de quem tem malandragem no sangue. Usa gírias e expressões da mesma sagacidade de quem, em...

Read More

Illmatic, 25 anos

Illmatic, 25 anos

O rapper e produtor Q-Tip (do A Tribe Called Quest) não gosta de desgastar a expressão “obra-prima”, mas não hesita em afirmar que “Illmatic” (Nas, 1994) é uma delas na história do hip hop — comparável ao que representa “What’s Going On” (Marvin Gaye, 1971) para a soul music. O depoimento está em um dos episódios da segunda temporada da...

Read More

Tincoãs digitais

Tincoãs digitais

Há uma música do disco “Cinco Sentidos” (2010), de Mateus Aleluia, em que a letra fala: “vamos celebrar / o amor há de renascer das cinzas / vamos festejar o cinza com amor”. “Amor Cinza” é presença quase certa no repertório dos shows do compositor baiano e seu efeito catártico é infalível. O refrão torna-se um mantra que todos cantam — mesmo...

Read More

Fela na tela

Fela na tela

Fela Kuti (1938 – 1997): músico nigeriano, inventor do afrobeat, ativista pan-africanista, opositor do governo militar da Nigéria nos anos 70, 80 e 90. Carlos Moore (1942): etnólogo cubano, ex-assessor de Malcolm X, amigo de Maya Angelou, militante do movimento negro, biógrafo de Fela. Sandra Izsadore: ativista e artista norte-americana, pantera negra, influência crucial na...

Read More

Marvin Gaye é o homem

Marvin Gaye é o homem

Não há o que discutir: Marvin Gaye é um dos artistas mais importantes da história da música e “What’s Going On” (1971) está entre os álbuns mais inspirados de todos os tempos. Trata-se, portanto, de um acontecimento épico o lançamento do inédito “You’re the Man”, gravado em 1972, na esteira da repercussão de sua obra-prima. Ainda que seja compreensível que seu autor não...

Read More

Aleluia, Mateus

Aleluia, Mateus

A profundidade que há no timbre grave de Mateus Aleluia está também no seu olhar. Enquanto caminha, ele quase sempre murmura alguma melodia – se recém-criada ou trazida de alguma memória do inconsciente, não se sabe. No palco, sua mágica não falha: o mantra ancestral embala os espectadores e os conecta com emoções internas e misteriosas. Nesta sexta, 29, ele apresenta o show...

Read More

O mistério do afrobeat

O mistério do afrobeat

Tony Allen é o inventor de uma linguagem musical e poucos instrumentistas no mundo podem se orgulhar disso. Como integrante das bandas The Koola Lobitos e Africa 70, que acompanhavam Fela Kuti, o baterista nigeriano criou as estruturas rítmicas que definiram o gênero afrobeat – uma evolução do highlife africano sob o impacto das influências norte-americanas do jazz e do soul. O músico...

Read More

Ritmos ancestrais

Ritmos ancestrais

A foto que estampa a capa do disco é mais que uma imagem: é uma referência que se projeta na mente do ouvinte durante a audição de “Pan Brass Afree’ke Vol. 2”, o terceiro disco da banda Höröyá, desde a primeira faixa. A paisagem que hipnotiza o olhar é do rio Níger, o mais importante da África Ocidental, que passa por cinco países (Guiné, Mali, Níger, Nigéria e Benin) e pelo...

Read More

Choro comprido

Choro comprido

Embora lançado hoje (06/03), o novo clipe de Rodrigo Campos já estava pronto há mais de dez dias. O músico apresentou a obra a este blog no último domingo (dia 3/3) e a data de upload registrada no youtube da primeira versão que assistimos é do dia 21 de fevereiro. A coincidência quis que seu lançamento fosse justamente no dia seguinte ao primeiro rebaixamento da história da Vai-Vai...

Read More

Jazz de terreiro

Jazz de terreiro

“Casa do Pai” é a primeira música divulgada do disco de estreia do Letieres Leite Quinteto, com lançamento previsto para junho de 2019. O maestro da Orkestra Rumpilezz assina as composições e arranjos, além de tocar flautas e saxes. Completam a formação: Ldson Gualter (baixo e direção musical), Marcelo Galter (piano), Tito Oliveira (bateria) e Luisinho do Jejê...

Read More

Tribo de jazz

Tribo de jazz

A influência do A Tribe Called Quest no hip hop é algo indiscutível e sua obra ainda inspira novos projetos surpreendentes. O produtor francês Medline acaba de soltar na rede um aperitivo do álbum “A Quest Called Tribe”, em que oferece versões instrumentais de faixas do amado grupo de Nova York. Por enquanto, quatro das oito faixas do trabalho foram divulgadas e o resultado é...

Read More

Nadando de braçada

Nadando de braçada

Jards Macalé aprendeu a nadar. Faz tempo. “Sou de peixes, pô, nado desde pequenininho”. Mesmo assim, nos anos 70, agentes da ditadura frequentemente batiam à sua porta no Rio de Janeiro e perguntavam se ele topava dar uma voltinha nada amistosa pela Baía de Guanabara. O “convite” vinha sempre acompanhado da pergunta capciosa: “você sabe nadar?”. A prática era comum e a ameaça...

Read More

Jazz, 1959

Jazz, 1959

1959 foi um ano e tanto para o jazz. Quatro obras são símbolos das transformações que movimentariam o gênero dali pra frente: “Kind of Blue” (Miles Davis), “Mingus Ah Um” (Charles Mingus), “The Shape of Jazz to Come” (Ornette Coleman) e “Time Out” (Dave Brubeck). É um fenômeno interessante que marca também a história de outros gêneros. O rock de 1967 (com “Sargent...

Read More

Motown, Gaye & Wonder

Motown, Gaye & Wonder

O legado da Motown é algo indiscutível: primeira gravadora gerida por negros, alavancou o surgimento e a consolidação da soul music, emplacou uma infinidade de hits nas paradas da Billboard nos anos 60 e 70 e projetou vários artistas para a eternidade da música – Donna Summer & The Supremes, Michael Jackson, The Temptations, Martha and the Vandellas, Smokey Robinson, Lionel Richie...

Read More

Doce potência

Doce potência

Neneh Cherry chutou a porta mais uma vez! Seu álbum “Broken Politics” é o nosso lançamento internacional preferido do ano que passou. Com trajetória solo iniciada no fim dos anos 80, a artista sueca teve alguma projeção pop (nas rádios, na MTV) com seus primeiros três LPs que transitavam em algum lugar próximo do rap e do r&b. Após um hiato de dez anos sem gravar entre 1996 e...

Read More