Juçaravá

goma-laca100

Ah, Juçara Marçal, de novo? Virou um hábito, mesmo assim a gente sempre se surpreende: acostumada a arrebatar ouvintes com suas interpretações emocionantes e emocionadas, a cantora repetiu o script e machuca mais uma vez nossos corações com uma versão da canção “Ogum” (Domínio Popular, originalmente gravada pelos Filhos de Nagô, em 1931) dentro do irretocável projeto Goma-Laca. É um mistério; a voz, a extensão, o timbre, a afinação — é claro que tudo isso faz parte da receita, mas o principal ingrediente é o indecifrável “algo mais”: talvez tenha a ver com concentração e entrega espiritual ao canto, mas certamente tem a ver com o sentimento de ancestralidade que ela tem o dom de evocar toda vez que abre o berreiro (sobretudo nas melodias de santo, cantadas em yorubá). Ah, Juçara: a interpretação desvenda enigmas tão profundos que o texto quase comete a deslize de não citar o riff brilhantemente suingado do baixo acústico (Marcos Paiva) e do piano elétrico (Hercules Gomes), as baquetas imprevisíveis de Serginho Machado, os atabaques mágicos de Gabi Guedes, o arranjo afro-brasuca-jazzístico e a flauta sofisticadíssimos do mestre Letieres Leite, a curadoria inspirada dos idealizadores do projeto Biancamaria Binazzi e Ronaldo Evangelista e que o disco inteiro do Goma-Laca foi lançado na semana passada com a participação de outros cantores convidados (Karina Buhr, Lucas Santtana e Russo Passapusso) e devidamente linkado abaixo do vídeo com a gravação de “Ogum”  (filmado e editado por Eugênio Vieira). Saravá!

Goma-Laca: Ogum from vendofoto on Vimeo.

3 comments

  1. juçara

    faltou falar dos aguidavis cheios de ancestralidade (pra dizer o mínimo!) de Gabi Guedes!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Current month ye@r day *