Resumo da obra

timrules3

Celebrar a obra de Tim Maia é um hábito que não podemos perder jamais: sua concepção de um funk brasileiro, a voz sem igual, seu talento como produtor e multi-instrumentista e as letras sempre direto ao ponto fazem do artista um dos mais autênticos da música brasileira. Por isso, estávamos de braços abertos sempre a esperar o volume 3 da série de mixtapes “Tim Maia Rules The World”, do parceiro DJ DVBZ. Mais uma vez, o resultado é o fino do balanço com uma sequência de petardos do período entre 1978 e 1987 e, consequentemente, pende mais para a sonoridade boogie e disco tão em voga naqueles anos.

Além de clássicos e joias menos manjadas do próprio (como “Do Leme Ao Pontal”, “Haddock Lobo Esquina Com Raposo”, “Você e Eu, Eu e Você”, “Sossego”, “A Fim De Voltar”, “Vou Com Gás”, “Jhony”, “A Festa” entre muitas outras), a seleção inclui faixas de outros artistas relacionados com esse tipo de som: “Black Coco” (Painel de Controle), “A Noite Vai Chegar” (Lady Zu), “Zumbi” (Banda Black Rio), “Agora É Moda” (Rita Lee), “Não, Não, Não” (Zé Rodrix), “Fazendo Música, Jogando Bola” (Pepeu Gomes), “Estou Livre” (Tony Bizarro) etc.

A fluidez dos cortes é digna de nota: na batida e nos timbres, cada virada se dá bem naturalmente e jamais tira o ouvinte do inevitável transe suingado que a audição proporciona. Ao todo, são 40 faixas e uma hora de colagens entrecortadas pelas sempre inspiradas entrevistas de Tim. Aperte o play e relembre os outros dois volumes: as 3 mixtapes, juntas, formam um belo conjunto de homenagens e um panorama bem completo do legado do artista e da cena que ele fomentou ao redor de sua obra. Vamos lá, vamos dançar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Current month ye@r day *