Ethio-jazz-rock

72 Rotações, 01 de novembro, Sesc Santana: Assembleia Rítmica de Pinheiros interpreta “Mulatu of Ethiopia” (Mulatu Astatke)

O primeiro show do projeto 72 Rotações era também um dos mais desafiadores. Recriar “Mulatu of Ethiopia” poderia ser uma armadilha. Foi com esse disco que o gênio Mulatu Astatke definiu os pilares do ethio-jazz, uma combinação das escalas pentatônicas da música tradicional etíope com elementos do funk e jazz norte-americano. A Assembleia Rítmica de Pinheiros resolveu a equação com uma pegada roqueira e reservou à guitarra o papel de assobiar a maioria dos temas melódicos. Trouxe peso e também uma fritação jazzística ao conjunto de faixas que, em sua versão original, conduz o ouvinte para uma projeção de paisagens cinematográficas. Fotos: Vinicius Nunes


One comment

  1. marcellus

    CADE O AUDIO?????

Deixe uma resposta para marcellus Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *