O dom de Doom

O Festival Sónar SP teve Kraftwerk 3D, a sinfonia de guitarras do Mogwai, discotecagem de Cut Chemist e uma apresentação aquém do vozeirão de Cee-Lo Green. Como a programação fazia os horários trombarem, a Radiola Urbana circulou pelo evento e elegeu um único show para assistir do começo ao fim: o do rapper mascarado e britânico Doom. Valeu a pena! Sem DJ e escoltado por outros dois MCs, ele enfileirou alguns dos seus petardos sem pausas para respiro em uma performance surpreendente e enxuta — com cerca de 40 minutos. Com destaque para várias faixas do projeto Madvillain e a arrasa-quarteirão “Rock Co.Kane Flow” (colaboração dele com o De La Soul, do disco “The Grind Date”, que o trio lançou em 2004), Doom chamou atenção para o seu raro dom de rimar com fluência e timbre que fazem dele um dos MCs mais criativos do momento. O camarada Zeca MCA registrou o show lá da boca do palco. Clique nas fotos para ampliá-las!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Current month ye@r day *